Espero que gostem, que sigam e comentem.

15 maio, 2011

Nunca acreditei na amabilidade das palavras murmuradas por entre dentes, na força e no impacto que têm nos nossos corações. Na gentileza e no seu poder quase inalcalçável. Essas palavras ditas sem vontade, ultrapassam os meus pensamentos sem permanecer, percorrem todo o meus estado de euforia sem sequer dar sinal de vida, ou como costumo dizer, de existência. Destaco as palavras ditas pelo teu coração e nunca pela tua mente. Palavras de emoção e não de lógica. Sorrisos sentidos e nunca forçados. Um amor verdadeiro e jamais fingido. Sublinho as marcas do teu rosto numa folha em branco, esperando dar-lhe vida com a tua beleza, e estas palavras que me saem dos lábios, provêm do meu coração e dos meus sentimentos. Recorto o sofrimento que poderei vir a passar, pois agora de nada me vale pensar nisso. Sonho acordada com um possível amor verdadeiro, esperando sempre a tua chegada. Esperando a tua longa caminhada até mim, afasto todos os pensamentos malévolos, e os tais traços finos que fiz na folha parecem ganhar vida, assim que chegas tu. Chegas caminhando com prazer, como que por amor e não obrigação. Para me ver. Solto um sorriso findado pelo teu beijo. O beijo verdadeiro do primeiro amor. 

4 comentários:

  1. obrigada por seguires :) também te vou seguir*
    e obrigada :) também lamento a tua perda, nessa caso :(

    ResponderEliminar
  2. Obrigada querida :)
    Também sigo :*

    ResponderEliminar
  3. Obviamente que faço o mesmo! vou já já seguir*

    ResponderEliminar